quarta-feira, 2 de julho de 2014

Transporte

Essa será um tipo de serie nesse blog falaremos de setores estratégicos que ao meu ver está sendo muito mal utilizados pelos governantes e sendo deixado esquecido servindo apenas para campanhas politicas falarei minha opinião sobre o que mais diretamente afeta-nos o TRANSPORTE.

O direito de ir e vir é primordial em uma sociedade democrático, mas se o individuo pode fazer isso e não tem condições, ou os meios de faze-lo não estão acessíveis ou no caso não tem condições favoráveis, em um pais continental como o nosso essa questão é quase fundamental para o crescimento econômico e também o social.

Temos 3 vias para se locomover, mas o que vemos pela mídia a fora é apenas uma, a que esse pais atrasado é usada por todos sem exceção, o Terrestre e mais especificadamente as Estradas, e como esta a malha asfáltica nesse imenso Brasil?

Não é de hoje que vemos nos telejornais que temos estradas com má sinalização, poucos trechos duplicados, repleta de buracos, com curvas e em geral o traçado mal projetado, e vendo pelo tamanho do pais, ainda temos muito pouco estrada para escoar pessoas e produtos.

Falando da parte aérea, claro que não tenho propriedade para falar de nem uma dessas, mas essa em especial não tenho nada de nada, mesmo assim vejo o jornal e logo sei o que pode ser melhorado, a pouco tempo ocorreu o apagão aéreo que por si só, já é um sinal de fragilidade.

Fora que temos aeroportos em grandes cidades, mais o pais não é apenas o eixo Rio-São Paulo, temos grandes estados que não tem infraestrutura para deslocamento nessa areá, também mesmo os melhores aeroportos do Brasil, perdem em tudo quando comparados aos dos outros países em desenvolvimento.

O ultimo meio de transporte é o mais desperdiçado e também o que tem o maior potencial turístico, simplesmente pelo fato de cortar o Brasil de ponta a ponta, nos revelar um pais tropical, de natureza exuberante e riquíssima, porque não usar para o deslocamento de massas.

Moro no Paraná, que é um estado que ao meu ver é até bem desenvolvido para os padrões brasileiros, mas não consigo conceber que não usemos as ferrovias para o escoamento da produção, pelo menos uma vez a cada ano vemos no jornal a fila de caminhões no Porto de Paranaguá um dos maiores do País.

Mesmo sendo o principal meio de transporte para fora do país, os portos estão sucateados e esquecidos, com essa imensa costa temos apenas uns dez portos com capacidade internacional ou nem isso, só ficamos sabendo de Paranaguá, Santos e outro do Rio Grande do Sul, acorda Brasil sem investimento não tem crescimento.


COMENTE AI DEIXA DE SER PREGUIÇOSO...KKK...